segunda-feira, 9 de fevereiro de 2015

Como Battlefield: Hardline pretende transformar o gênero de tiro em primeira pessoa

Como Battlefield: Hardline pretende transformar o gênero de tiro em primeira pessoa
Na última terça-feira (03) foi liberado o acesso ao segundo beta de Battlefield: Hardline, jogo que muda o rumo da franquia pela primeira vez, desde o primeiro título – Battlefield 1942 – lançado em 2002.
Battlefield 1942 foi um dos primeiros a disponibilizar veículos terrestres e aéreos para uso dos jogadores. A diversão era multiplicada por muitas vezes quando se tomava o volante de um tanque de guerra, ou se sobrevoava o campo de batalha em um bombardeiro transformando em pó seus inimigos no chão. Com o sucesso de Battlefield 1942 vieram as sequências, Battlefield Vietnam, ambientado no conflito do Vietnã, Battlefield 2, baseado na tecnologia atual de guerra, Battlefield 2142 com viés futurista e Battlefield 3 e 4, também ambientados nos dias atuais.
Mas desde o início a franquia se manteve com os pés cravados no universo militar. Battlefield: Hardline dá uma guinada e coloca os jogadores nas peles de policiais e ladrões. Inicialmente, logo após seu anúncio, a idéia não foi muito bem vista. Vários jogadores inclusive diziam que o título não deveria sequer carregar o nome de Battlefield, por se tratar de uma esfera completamente diferente da militar, característica mais forte da franquia. Veio o primeiro beta e algumas cabeças desinteressadas começaram a se voltar para o novo título. O ritmo frenético, animações realistas, gráficos muito bem detalhados, veículos e modos de jogo muito bem adaptados para incluir policiais e ladrões foram alguns dos motivos dessa chamada de atenção.
Battlefield Hardline
O primeiro beta, apesar de algumas falhas normais e esperadas de jogos em fase de teste foi um sucesso. O jogo estava ficando excelente, os modos de Heist e Bloodmoney se mostraram idéias frescas para renovar os ânimos de jogadores de FPS. E a opinião de algumas pessoas já começava a mudar com relação ao Battlefield Hardline, inclusive a minha. E agora o segundo beta trouxe um novo modo de jogo. Ligação Direta, uma espécie de Conquista com bases móveis e dinâmicas é uma forma sensacional de criar uma partida rápida, com ritmo, onde todos os jogadores procuram atacar/defender os mesmos objetivos. O sistema de personalização de personagens e armas, as novas dinâmicas de jogo, as novas armas e veículos, mapas completamente novos e diferentes do usual são ótimas formas de revitalizar o gênero.
O segundo beta mostrou que Battlefield: Hardline, diferente do que todo mundo julgava que seria, NÃO É um Battlefield 4 de roupa nova. Battlefield: Hardline é um jogo completamente novo. A desenvolvedora Visceral criou um jogo a partir do zero. As armas de Hardline têm visual urbano, são espingardas de cano duplo, revólveres, armas não letais como taser gun. É possível usar ganchos e tirolesas para dar verticalidade à jogatina e possibilitar acesso a pontos mais altos do mapa. Os passageiros dos veículos podem se levantar nas janelas para defender o veículo em movimento e atacar os inimigos perseguidores. Se estiver em uma van, é possível abrir as portas laterais e traseiras para defender o veículo. As armas de contato são cassetetes, bastões de beisebol, martelos e facas. Existem ítens arremessáveis como as tradicionais granadas de fragmentação, fumaça e de luz, mas também as novas de gás venenoso e coquetéis molotov. Os veículos são compatíveis com o clima urbano. São viaturas policiais, muscle cars, helicópteros executivos e vans, além das motocicletas.
A tão divulgada Levolution, carro chefe de Battlefield 4 também está presente. É possível derrubar um guindaste no meio da rua e criar novos caminhos para dentro dos prédios, e é possível explodir o chão de um banco e acessar o cofre pelo teto. As animações do jogo, mais descontraídas e menos ‘sérias’ ajudam a enriquecer a ambientação de que são policiais e ladrões se degladiando no campo de batalha, e não soldados altamente disciplinados. Ah, e já começam a aparecer alguns easter eggs..
Battlefield Hardline é um título que promete renovar os ares da franquia de jogos de tiro em primeira pessoa. Os novos modos de jogo são excelentes adições ao gênero, bem como as novas armas, equipamentos, mapas, enfim, quase tudo no jogo é novo. Isso baseado no beta, que traz somente dois modos de jogo – no total serão sete (Conquista, Cada equipe por si, Roubo, Resgate, Dinheiro Sujo, Ligação Direta e Mira) – e dois mapas – Serão nove (Centro, Banco, Hollywood, Everglades, Deserto, Bairro, Descarrilado, Plantação de Maconha e Correnteza). O título promete, e vai tentar provar ser uma nova franquia no mundo dos jogos FPS.
Para os conservadores como eu, fiquem tranquilos pois a Electronic Arts já confirmou que o âmbito militar estará presente em Battlefield 5, ainda sem data de lançamento prevista. Para os geeks, ainda esse ano será lançado Star Wars: Battlefront, e há também rumores de que um novo Call of Duty baseado na 2º Guerra Mundial está em desenvolvimento. Tem jogos de tiro em primeira pessoa para todos os gostos.
Battlefield: Hardline tem lançamento agendado para 17 de Março de 2015 para todas as plataformas.